O projeto Diálogos em Equipe teve sua primeira versão este ano, debatendo o tema “Inteligência” do cancelamento? Expectativa x Realidade (para alunos do Ensino Médio e Pré-vestibular) e “Saúde mental em tempos de pandemia” (para alunos do Ensino Fundamental II). O projeto proporciona aos alunos uma troca sincera sobre assuntos variados.

As edições foram realizadas de maneira on-line e intermediadas pelo professor Bruno Cicalise, responsável pelo projeto. As conversas ajudam os alunos no desenvolvimento de habilidades enriquecedoras, como argumentação e senso crítico.

A cultura do cancelamento virou um termo muito usado nos dias atuais. Consiste em pessoas e/ou empresas serem “canceladas” porque um grupo de pessoas considerou uma determinada atitude como errada, inaceitável. Normalmente, os casos ganham grande alcance, principalmente nas redes sociais.

O projeto Diálogos em Equipe faz parte do calendário escolar desde 2018. Os encontros priorizam debater temas atuais, como o cancelamento. “O tema escolhido trata de uma questão socioemocional bem importante que é a cultura do cancelamento. Como a gente tem essa manifestação, que já é uma manifestação de alguns anos, e que acaba tendo um terreno bem maior por conta do nosso ensino, que também está remoto, o acesso às redes sociais e esse distanciamento necessário ainda por conta da pandemia, além da própria mídia de maneira geral que acabou evidenciando muito por conta dos reality shows, então a gente acabou vendo como necessário até porque tem uma discussão ética aí muito importante”, afirma Cicalise.

A saúde mental também é um assunto muito discutido atualmente. Com a pandemia, os períodos de quarentena, a necessidade do distanciamento social e as incertezas e medos causados pelo surgimento de uma nova doença, surge a importância cada vez maior e urgente de atentar para o bem-estar psíquico.

Este ano, as edições do Diálogos em Equipe são realizadas de maneira on-line.

Alunos são os protagonistas dos debates

Mesmo muito focado nos estudos, o aluno Luiz Duarte, do pré-vestibular, conta como tirar um tempo para participar do debate o ajudou no processo de aprendizagem. “Foi meu primeiro contato e de cara me surpreendi com a didática, ideia e objetivo do Diálogos em Equipe. Pra quem foi achando que iria perder, eu ganhei e muito. Tá certo que dificilmente um assunto abordado lá pode vir especificamente como item de humanas, por exemplo, mas se engana quem pensa que não é proveitoso. Saí diferente de como entrei. Mais leve, feliz e até mais focado pra estudar. Percebi que meu rendimento melhorou depois de ter me permitido viver o projeto, sem a pressão de ter matéria acumulada ou por causa do Enem”, conta. Ele também pretende participar de mais edições do Diálogos em Equipe. “O projeto é leve, mas o mesmo tempo profundo e amável. Atinge onde precisa e é eficaz nisso. Tô ansioso pelos próximos já”.

O projeto também marcou a vida escolar de Lucas Moia Saife, ex-aluno Equipe. Ele destaca que, nas conversas, os alunos relatam suas experiências de vida e que se sentem à vontade no ambiente acolhedor do projeto. “É um projeto que contribui para as provas de vestibular e para a vida – o conjunto de habilidades trabalhadas durante os debates é prova disso: comunicação, argumentação, interpretação (do tema e das colocações de outras pessoas) e a compreensão contextualizada de cada situação problema fazem o diálogos ser uma iniciativa muito proveitosa para os alunos”.

Para Lucas, os temas levantados e as contribuições dos participantes trazem resultados tanto dentro como fora da sala de aula. “A abordagem divertida e humana do Diálogos foi fundamental para a minha formação estudantil, humana e cidadã e tenho certeza que será também aos demais alunos que participarem desse inigualável projeto”.

Participaram desta edição – que teve ainda como convidados o professor Pablo Gillet e a professora Luana Miralha- os alunos das unidades Gentil, Cristal, Cidade Nova e Porto Trombetas. A edição do Diálogos em Equipe para os alunos de Canaã dos Carajás será realizada nos dias 10 de junho (para o Ensino Médio) e 11 de junho (para o 9º ano do Ensino Fundamental II) e terá como convidados os professores Elainne Mesquita e Geffisson Silva.