Redes sociais são estruturas formadas dentro ou fora da internet, por pessoas e organizações que se conectam a partir de interesses ou valores comuns. Muitos confundem com mídias sociais, porém as mídias são apenas mais uma forma de criar redes sociais, inclusive na internet.

O que é rede social?

Redes sociais, no mundo virtual, são sites e aplicativos que operam em níveis diversos — como profissional, de relacionamento, dentre outros — mas sempre permitindo o compartilhamento de informações entre pessoas e/ou empresas.

Quando falamos em rede social, o que vem à mente em primeiro lugar são sites como Facebook, Twitter e LinkedIn ou aplicativos como Snapchat e Instagram, típicos da atualidade. Mas a ideia, no entanto, é bem mais antiga: na sociologia, por exemplo, o conceito de rede social é utilizado para analisar interações entre indivíduos, grupos, organizações ou até sociedades inteiras desde o final do século XIX.

Na internet, as redes sociais têm suscitado discussões como a da falta de privacidade, mas também servido como meio de convocação para manifestações públicas em protestos. Essas plataformas criaram, também, uma nova forma de relacionamento entre empresas e clientes, abrindo caminhos tanto para interação quanto para o anúncio de produtos ou serviços.

Quando surgiu

Foi na década de 1990, com a internet disponível, que a ideia de rede social migrou também para o mundo virtual. Criado em 1997, o site SixDegrees.com é creditado por muitos como a primeira rede social moderna, pois já permitia que usuários tivessem um perfil e adicionassem outros participantes, em um formato parecido com o que conhecemos hoje.

O site pioneiro, que em seu auge chegou a ter 3,5 milhões de membros, foi encerrado em 2001, mas já não era o único. No início do milênio, começaram a brotar páginas voltadas à interação entre usuários: Friendster, MySpace, Orkut e hi5 são alguns exemplos de sites ilustres no período. Muitas das redes sociais mais populares em atividade no momento também surgiram nessa época, como LinkedIn e Facebook.

Até recentemente, pouca gente imaginava que as redes sociais teriam um impacto tão grande quanto possuem hoje. Mas o desejo de se conectar com outras pessoas de qualquer lugar do mundo tem feito com que pessoas e organizações estejam cada vez mais imersas nas redes sociais.

Não por acaso, uma pesquisa da Hootsuite aponta que, até o final de 2016, 2,8 bilhões de pessoas usavam redes sociais no mundo. E é nesse contexto que empresas também têm visto a possibilidade de se comunicarem com seu público-alvo de forma mais intensa, estando presentes nas redes sociais.

Para se ter uma ideia, a pesquisa Social Media Trends, da Rock Content, afirma que a maioria das empresas apresentam um (31,7%) ou dois (31%) profissionais envolvidos com as redes sociais. No Brasil, 92,1% das empresas estão presentes nelas.

Redes sociais x Mídias sociais

Muitas pessoas acreditam que redes sociais e mídias sociais são a mesma coisa e que os termos podem ser usados como sinônimos, mas não é verdade. Mídia social é o uso de tecnologias para tornar interativo o diálogo entre pessoas; já rede social é uma estrutura social formada por pessoas que compartilham interesses similares, conforme já detalhamos no item anterior.

O propósito principal das redes sociais é o de conectar pessoas. Você preenche seu perfil em canais de mídias sociais e interage com as pessoas com base nos detalhes que elas leem sobre você. Pode-se dizer que redes sociais são uma categoria das mídias sociais.

Mídia social, por sua vez, é um termo amplo, que abrange diferentes mídias, como vídeos, blogs e as já mencionadas redes sociais. Para entender o conceito, pode-se olhar para o que compreendíamos como mídia antes da existência da internet: rádio, TV, jornais, revistas. Quando a mídia se tornou disponível na internet, ela deixou de ser estática, passando a oferecer a possibilidade de interagir com outras pessoas.

No coração das mídias sociais estão os relacionamentos, que são comuns nas redes sociais — talvez por isso a confusão. Mídias sociais são lugares em que se pode transmitir informações para outras pessoas.

Outra maneira de diferenciá-las é pensando que as mídias sociais ajudam as pessoas a se juntarem por meio da tecnologia enquanto as redes sociais melhoram essa conexão, já que as pessoas só se interligam em redes porque têm interesses comuns.

Quais os tipos de redes sociais?

Você pode achar que redes sociais são todas iguais, mas não é bem assim.

Na verdade, elas costumam ser divididas em diferentes tipos, de acordo com o objetivo dos usuários ao criarem um perfil. E uma mesma rede social pode ser de mais de um tipo.

A classificação mais comum é:

Rede social de relacionamento

Você pode estar pensando: “ué, mas o propósito das redes sociais não é justamente o relacionamento?”. De fato esse é o objetivo da maioria delas, mas há algumas que são especialmente focadas nisso.

O caso mais conhecido é o Facebook, cujo propósito, pelo menos em sua concepção, era o de conectar pessoas. Mas podemos citar inúmeras outras redes, que inclusive também se encaixam nos outros tipos, como Instagram, LinkedIn, Twitter, Google+ etc.

Rede social de entretenimento

Redes sociais de entretenimento são aquelas nas quais o objetivo principal não é se relacionar com as pessoas, e sim consumir conteúdo.

O exemplo mais icônico é o YouTube, a maior plataforma de distribuição de vídeos do mundo, em que o objetivo é publicar e assistir a vídeos. Outro caso é o Pinterest, no qual as pessoas publicam e consomem imagens.

Rede social profissional

São aquelas em que os usuários têm como objetivo criar relacionamentos profissionais com outros usuários, divulgar projetos e conquistas profissionais, apresentar seu currículo e habilidades, conseguir indicações, empregos etc.

O LinkedIn é a rede social profissional mais conhecida e utilizada, mas há outras que também vêm conquistando espaço, como Bebee, Bayt, Xing e Viadeo. Além disso, outras redes que não são exclusivamente profissionais também têm sido utilizadas para esse fim, como o Facebook, o Instagram, o YouTube, o Twitter e o Pinterest.

Rede social de nicho

Redes sociais de nicho são aquelas voltadas para um público específico, seja uma categoria profissional ou pessoas que possuem um interesse específico em comum.

Um dos casos mais emblemáticos é a TripAdvisor, em que os usuários atribuem notas a atrações relacionadas ao ramo gastronômico e turístico.

Outro exemplo é a DeviantArt, comunidade em que artistas visuais promovem seus trabalhos.

Há ainda a Goodreads, uma rede social para leitores, que podem fazer resenhas de livros e recomendá-los.

Esse são só alguns dos exemplos mais populares de redes sociais de nicho. O campo é bastante amplo.

Quais as maiores redes sociais do mundo?

As redes sociais dominam a nossa vida, e a cada ano, surgem novas plataformas para nos conectar ainda mais com outras pessoas. Só no último ano, foram 3.484 bilhões de usuários de redes sociais se conectando em todo o mundo!

Você provavelmente já ouviu falar do YouTube e do WhatsApp, mas será que conhece o Qzone ou o WeChat? Nesta lista, você verá que nem todas as redes sociais mais usadas no mundo são populares aqui pelo Brasil.

20. LINE – 194 milhões de utilizadores

A aplicação de mensagens e comunicação Line foi criada em 2011 no Japão, fruto de uma necessidade imediata após o sismo e tsunami de Tohoku daquele ano. Hoje a Line é muito popular na Ásia e possui outras funcionalidades como jogos, serviços de táxi e compras online.

19. Pinterest – 250 milhões de utilizadores

Decorações fantásticas, passo-a-passo de “faça você mesmo”, fotos e fatos interessantes sobre o mundo. O Pinterest é uma das redes sociais mais legais e diferentes da atualidade. Fundada em 2009, os pins caíram na graça das pessoas de várias nacionalidades ao redor do mundo e continua muito popular.

18. Viber – 260 milhões de utilizadores

Desenvolvida em 2010, a Viber é mais uma alternativa para ligações, envio de mensagens, fotos e vídeos. O aplicativo foi criado em Israel na cidade de Tel Aviv e hoje é operada pela companhia japonesa Rakuten. A Viber foi criada para competir com o popular Skype. Sua popularidade aumentou ao longo dos anos e continua sendo utilizado por milhões de pessoas ao redor do mundo.

17. Snapchat – 287 milhões de utilizadores

O fantasminha que é símbolo do Snapchat já revela o propósito principal da rede social: enviar uma foto ou vídeo por um curto período de tempo que logo depois irá desaparecer. Ele foi o antecessor dos stories do Instagram e muito utilizado por adolescentes. O Snapchat perdeu um pouco a popularidade nos últimos anos, mas continua atraindo uma geração nova, em especial, pelos filtros e máscaras que disponibiliza.

16. Skype – 300 milhões de utilizadores

Hoje existem diversos aplicativos que te permitem fazer chamadas de vídeo com apenas um clique. Mas por muito tempo, essa funcionalidade estava amplamente associada ao Skype. Ele foi criado em 2003 e é um dos aplicativos para chamadas de voz e vídeo mais famosos do mundo.

15. Baidu Tieba – 300 milhões de utilizadores

A maior plataforma de comunicação chinesa, a Baidu Tieba, é na realidade um imenso fórum para compartilhamento de ideias e informações. Desde comunidades dedicadas a fã clubes até as pessoas que compartilham suas histórias e contos originais. Em 2015, a rede sofreu uma imensa queda de usuários, devido o surgimento de novas plataformas que chegaram ao mercado.

14. LinkedIn – 303 milhões de utilizadores

A rede social de negócios mais famosa do mundo, o LinkedIn funciona como uma plataforma de interação entre empresários, indústrias e profissionais de todas as áreas. Em 2016, a rede foi vendida para a Microsoft pela bagatela de 26,2 bilhões de dólares.

13. Douban – 320 milhões de utilizadores

Compartilhamento de ideias e recomendações de livros, filmes, músicas e eventos são a principal característica da Douban, uma das redes sociais mais populares na China. A rede foi criada em 2005 e possui também uma popular estação de rádio online.

12. Twitter – 326 milhões

Apesar de ser a rede social de vários políticos controversos, o Twitter só está em 12º lugar na lista. Mesmo assim, 326 milhões de utilizadores ativos é impressionante. É incrível como alguns caracteres podem fazer tanta diferença!

11. Reddit – 330 milhões de utilizadores

Notícias, teorias da conspiração, pegadinhas e grupos de apoio, todos no mesmo lugar! O Reddit é muito popular entre quem quer expressar sua opinião e ser ouvido por pessoas no mundo todo. A curiosidade dessa rede social é o fato de ter moderadores, que não têm medo de eliminar conteúdo ruim.

10. Sina Weibo – 446 milhões

A China tem várias redes sociais muito fortes, porque o país bloqueia algumas das redes globais mais conhecidas, como o Facebook. Weibo significa “microblog” em chinês e é bastante popular na Ásia.

9. Douyin/Tik Tok – 500 milhões

Tik Tok (conhecido como Douyin na China) é bem recente mas cresceu muito rápido. Criado em 2016, essa app serve para criar e partilhar vídeos curtos, com forte ênfase na música, e se tornou muito popular na Ásia e nos Estados Unidos da América.

8. QZone – 531 milhões

A terceira maior rede social da China também consegue entrar para as 10 maiores do mundo. Associado ao QQ, o Qzone cresceu rapidamente e oferece várias funcionalidades diferentes.

7. QQ – 803 milhões

O QQ é mais uma rede social chinesa muito popular. Tal como o WeChat e o Qzone, o QQ pertence à companhia chinesa Tencent. Seu logotipo é um pinguim de cachecol vermelho piscando o olho.

6. Instagram – 1 bilhão

Para os amantes das selfies e das fotos do jantar, o Instagram é o paraíso! Com 1 bilhão (1.000.000.000) de utilizadores ativos, essa rede social para o celular tem um repertório de fotografias impressionante. Penteados para cachorros? O Instagram tem!

5. WeChat – 1,08 bilhões

O WeChat é o grande concorrente chinês ao WhatsApp. A maioria dos utilizadores ativos do WeChat são chineses e a rede social tem mais força na Ásia. Tudo que é popular na China se torna líder mundial, porque os chineses são quase 20% da população mundial.

4. Facebook Messenger – 1,3 bilhões

O Facebook é tão grande que sua app de envio de mensagens conta como uma rede social separada! O Messenger serve de concorrente para o WhatsApp, apesar de as duas apps pertencerem à mesma empresa. Utilizadores do Messenger gostam de partilhar mensagens, fotos e vídeos em privado aos amigos.

3. WhatsApp – 1,5 bilhões

O WhatsApp está a quebrar todos os recordes de crescimento! Criado em 2009, o WhatsApp já é a terceira rede social mais usada no mundo e tem potencial para roubar o trono ao Facebook. O apelo? O utilizador pode enviar mensagens no celular sem pagar tarifários telefônicos.

2. YouTube – 1,9 bilhões

O YouTube fica em segundo lugar em termos de utilizadores com conta ativa mas seus números de visualizações totais são muito maiores. Não é preciso ter conta para desfrutar do YouTube. Por dia, mais de 1 bilhão de horas de vídeo são vistas no YouTube!

1. Facebook – 2,27 bilhões

O Facebook é o grande rei das redes sociais, com mais de 2 bilhões de utilizadores ativos. Isso significa que cerca de 1 em cada 4 pessoas no mundo tem conta ativa na rede social! O Facebook apela a pessoas de todas as idades e mantém pessoas no mundo inteiro conectadas (exceto na China, onde é proibido).

(Fonte: Resultados Digitais e Maiores e Melhores)