A evolução na área da saúde pode ser aplicada em hospitais, clínicas, consultórios e em tratamentos que melhoram a qualidade nos cuidados com os pacientes e em exames que trazem resultados mais rápidos e precisos.

As inovações na área da saúde sempre foram muito marcantes. A primeira tentativa de transplante de órgãos entre humanos é datada de 1933, quando o médico Yurii Voronoy buscou um tratamento alternativo para um quadro de insuficiência renal grave. Mesmo sem sucesso, o procedimento abriu precedentes para que, nos anos 1950, os transplantes pudessem ser realizados com segurança. A expectativa é que, em breve, possam ser gerados órgãos com o auxílio de impressoras 3D.

Recentemente, israelenses apresentaram um protótipo de coração impresso em 3D, através de tecido humano. A inovação abre caminho para a realização de transplantes sem rejeição, já que o órgão seria produzido com as células do próprio paciente. Leia aqui a matéria completa.

Outro tratamento inovador é o que utiliza pele de peixe (tilápia) para tratar pessoas com queimaduras de 2º e 3º grau. A pele da tilápia – uma das principais espécies de peixe de água doce do Brasil – é usada como curativo biológico e temporário para ajudar na cicatrização. Clique aqui para acessar o texto sobre a novidade.

Entre as vantagens as inovações na área da saúde estão a redução de custos (menor investimento para prevenção, consultas e tratamentos), monitoramento de retorno de pacientes, diminuição do tempo para realização de procedimentos cirúrgicos e até a autonomia do paciente (utilizando aplicativos que auxiliam no monitoramento das condições de saúde e na realização de atividades).

Com a evolução no campo da saúde, uma das mudanças na sociedade será o aumento da expectativa de vida da população. Estimativas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a população de idosos vai triplicar nas próximas décadas, passando de 19,6 milhões (10% do total), em 2010, para 66,5 milhões de pessoas em 2050 (29,3% do total).

A mudança no perfil populacional lança um novo olhar sobre as prioridades na área da saúde, alterando o foco do tipo de doenças que devem ser mais comuns e fortalecendo a necessidade da abordagem preventiva, com a adoção de hábitos mais saudáveis.

Nesta matéria você pode ler mais sobre 12 inovações na área da saúde.

(Com informações de Telemedicina Morsch)