09/05/2018

Para estatal russa de energia nuclear, estrutura conta com ‘uma grande margem de segurança’, capaz de resistir a tsunamis e desastres naturais, mas alguns críticos veem perigos no projeto

Se uma companhia estatal russa conseguir atingir seus objetivos, algumas regiões remotas do mundo verão em breve gigantescos reatores nucleares flutuantes bombeando energia para cidades portuárias e plataformas de perfuração de petróleo.

O reator em questão é chamado de Akademic Lomonosov. Assim que a barcaça for conectada à rede elétrica na cidade de Pevek em 2019, se tornará o reator nuclear localizado mais ao norte no mundo, capaz de produzir energia para uma cidade de 100 mil pessoas.

Akademic Lomonosov, batizado em homenagem a um cientista e poeta russo do século 18, foi retirado do estaleiro de São Petersburgo no sábado 28 Foto: EFE/ Nicolai Gontar/ Greenpeace

Para a Rosatom, estatal russa de energia nuclear, a estrutura conta com “uma grande margem de segurança” que é “resistente a tsunamis e desastres naturais”. Mas para grupos ambientais, o projeto tem outro nome: “Titanic Nuclear” ou até mesmo “Chernobyl Flutuante”.

Críticos argumentam que a pior coisa que se pode fazer com um reator nuclear é expô-lo a altas ondas do mar e fortes ventos do Oceano Ártico. Jan Haverkamp, especialista do Greenpeace em questões nucleares, qualificou o projeto como uma “ameaça chocante e óbvia a um meio ambiente frágil”.

Lomonosov, batizado em homenagem a um cientista e poeta russo do século 18, foi retirado do estaleiro de São Petersburgo no sábado 28 após sua jornada sinuosa de um ano, informou a agência de notícias Associated Press.

Relembre: O desastre de Chernobyl

Leia mais: O Estado de S.Paulo

Fonte: The Washington Post

 

Comentário do professor Ivan Veloso:

A energia nuclear é aquela liberada através do núcleo dos átomos. Quando uma energia externa é aplicada, o núcleo do átomo é desintegrado, liberando calor e radiação (fissão nuclear). O urânio, em função de suas características químicas, é o elemento utilizado para a geração de energia nuclear nas usinas atômicas.

As principais vantagens da utilização da energia nuclear são:

  • energia limpa, ou seja, não libera gases de efeito estufa;
  • exigência de pequena área para construção da usina;
  • grande eficiência energética;
  • independência de fatores climáticos (ventos, chuvas).

Desvantagens da energia nuclear:

  • lixo nuclear, composto por material radioativo, deve ser armazenado em locais seguros e isolados;
  • mais cara, quando comparada a outras formas de geração de energia;
  • elevado risco de acidentes nucleares;
  • problemas ambientais, devido ao aquecimento de ecossistemas aquáticos pela água de resfriamento dos reatores.

 

COMPARTILHAR
É geógrafo e professor exclusivo do Sistema de Ensino Equipe, já lecionou em diversas outras escolas em Belém e região metropolitana. Foi coordenador do projeto Passaporte Enem, publicado pela editora SEE. Atualmente, coordena a editora do Sistema de Ensino Equipe.